Paulo e João usavam nike!

Algumas palavras e expressões do mundo evangélico ainda carecem de definição – pelo menos pra mim. Por exemplo, qual é o pecado imperdoável contra a pessoa do Espírito Santo?; Ou, o que é realmente temer a Deus? Certa vez, um adolescente, numa Ebd, pediu que eu explicasse o que significa ter temor de Deus. Respondi um monte de coisas, tentei “dar uma volta nele”, mas, reconheço que não consegui conceituar “temor a Deus”.
Pois bem, desde que aceitei a Cristo – se é que tal fato se deu – ouço falar que Deus é quem dá a vitória. E, por aí, a gente ouve coisas do tipo: “Deus hoje vai te dar vitória!”; “Dá glória que a vitória vem!”; “Quer vitória? Vai chorando geme chora!”. Definitivamente, não há um culto em que não se pronuncie a palavra “vitória”. Observe que temos até mesmo, nas igrejas, um culto só dela: o “culto da vitória”. Sim, eu sei que o culto é para Deus, mas que ele é chamado culto da vitória, disso todo mundo sabe.
Conta-se até a historinha que um jovem que queria muito namorar uma moça da igreja, mas achava que não teria chance, e assim, resolveu pedir uma oração nesse sentido. Ele, então, entrou na fila da oração pensando na menina. O pastor, fervorosamente, orava a Deus sem saber o motivo, quando disse: “Deus, dá a vitória para o teu filho!”. E o moço logo disse: “Não, pastor! Não é a Vitória, eu quero namorar a Cristiane!”.
Mas vitória é uma daquelas palavras bem polissêmicas. Isso quer dizer que ela tem vários significados. Podemos ter vitória no emprego (um bom salário); vitória na família (ver todos os nossos entes salvos), vitória sobre doenças incuráveis; vitória num casamento, antes destruído, agora restaurado; enfim, podemos ter vitória em qualquer coisa.
Então, quando alguém diz: “Deus tem uma vitória pra você hoje, neste lugar!”, não comete nenhuma heresia ou sacrilégio, aliás, pouca coisa é tão genérica e genuína quanto dizer que “Deus tem uma vitória para você!”.
O conceito de vitória no Antigo Testamento não é tão difuso quanto em nossos dias. Quase sempre, ali, a vitória está associada a um livramento ou libertação da parte de Deus, traduzida algumas vezes como salvação. A palavra no hebraico é teshuah, que aparece apenas 33 vezes no antigo pacto.
É mais que óbvio que, na antiga aliança, a salvação não tinha a mesma acepção que temos e, por isso, não imagine que, por exemplo, no Salmo 144.10, o autor esteja falando em salvação pelo sangue de Cristo, não mesmo!
Já no Novo Testamento, em que as sombras do judaísmo tomam a imagem real das coisas, vemos que salvação é salvação, livramento é livramento e libertação é libertação. Dessa maneira, vemos que os escritores do Novo Testamento não se utilizavam da palavra “vitória” para todo e qualquer fim como fazemos nos dias de hoje.
Para se ter uma ideia do quão restrito era o uso da palavra “vitória” nas linha do Novo Testamento, vemos que há somente cinco referências ao seu uso. Em grego, vitória é nike, que aparece uma única vez em I Jo 5.4. Nikos também significa vitória, só que no sentido de vitória completa e está presente apenas em Mt 12.20; I Co 15. 54, 55 e 57.
Bem, a respeito de Mt 12.20, nada tenho a dizer porque não sei mesmo. Mas, sobre as outras quatro referências podemos especular alguma coisa. Em I Co 15 está mais que óbvio que ali Paulo usa a palavra vitória para demonstrar a redenção final do nosso corpo, a qual havemos de viver quando Jesus Cristo, o Rei da Glória voltar para buscar a sua igreja. Aliás, é bom que se diga que Paulo somente usa a palavra vitória (nikos) nesses três versículos e mais em lugar nenhum. João usa nike apenas uma vez, como dissemos acima, em I Jo 5.4. E o faz no seguinte contexto: “Esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé”.
Minha conclusão é que para os apóstolos João e Paulo, vitória (nike, nikos) era uma palavra tão restrita que só deveria ser utilizada quando tivesse direta relação com as coisas celestiais ou eternas. Ou seja, Paulo, se estivesse entre nós, não abusaria da expressão “Deus vai te dar vitória”, embora saibamos que Ele – o nosso Poderoso Deus – pode sim nos dar vitória. E isso quando quer!